Desenvolvido com ♥ pelo Ponto de Saúde

CLIQUE PARA AGENDAR AGORA SUA CONSULTA:

CLIQUE PARA AGENDAR AGORA SUA CONSULTA:

Clínica de gastroenterologia em volta redonda e barra mansa

  • Consultas com Gastros e Exames:
  • Endoscopia
  • Colonoscopia
  • Balão Intragástrico
  • Ligadura Elástica
  • CPRE

AGENDE SUA CONSULTA

Agende sua consulta, preenchendo o formulário abaixo:

CONVÊNIOS

AAP-VR – Amil – Bradesco – CABERJ – Golden Cross – INB – Intermédica – Medservice – PETROBRÁS – Plamer – Postal Saúde – Real Grandeza – Sul América – Unimed – Valle

Endoscopia Digestiva Alta

A endoscopia permite o exame das paredes da parte superior de seu aparelho digestivo.

A endoscopia permite o exame das paredes da parte superior de seu aparelho digestivo, o que inclui o esôfago, o estômago e o duodeno (primeira parte do intestino delgado). O aparelho usado para o exame é um tubo fino e flexível – o endoscópio, que permite ao médico observar as imagens em um monitor de vídeo.

A endoscopia ajuda seu médico a definir a causa de sintomas como dor em abdome superior, náusea, vômitos, dificuldade para engolir, entre outros. É também um excelente método para a investigação de sangramentos digestivos. Gastrites e úlceras são exemplos de doenças facilmente diagnosticadas pela endoscopia.

Seu médico pode também usar a endoscopia para obter biópsias (pequenos fragmentos de tecido) que servem para distinguir entre lesões benignas ou malignas. Aliás, é bom lembrar que biópsias são tomadas para várias finalidades e o médico pode realizá-las mesmo sem a suspeitade doença maligna.

Um estômago vazio permite o melhor e mais seguro exame. Por isto, você não deve comer ou beber nada a partir de 8 horas antes do horário marcado para o exame. Se você precisar tomar remédios, o faça com pequenos goles de água. Não use antiácidos. Avise o médico se você é alérgico a alguma medicação ou se sabidamente possui problemas de saúde (principalmente cardíacos ou pulmonares).

Você receberá uma pequena quantidade de líquido para ingerir, que serve para “limpar” melhor as áreas a serem examinadas. A seguir, um anestésico local será borrifado na garganta, para permitir a passagem do aparelho com o mínimo desconforto. Você deitará confortavelmente sobre seu lado esquerdo e receberá uma solução sedativa, para ficar mais relaxado. Então, o aparelho será passado através de sua boca para o esôfago, estômago e duodeno.

O endoscópio não interfere com a respiração e não causa dor. Você pode se sentir um pouco estufado, uma vez que será necessário colocar uma certa quantidade de ar dentro do estômago para permitir o exame. Procedimentos rotineiros como tomada de biópsias são totalmente indolores. No total, o exame costuma durar cerca de 10 minutos.

Você permanecerá na área de repouso por cerca de 30 minutos a 1 hora, até que os principais efeitos dos medicamentos usados desapareçam. Sua garganta poderá ficar um pouco dormente ou levemente dolorida, e eventualmente pode haver sensação de estufamento no abdome pelo ar colocado no estômago. Todos esses efeitos são leves e passageiros. Você poderá comer normalmente quando cessar o efeito do anestésico em sua garganta (o que leva cerca de 45 minutos). Se você recebeu medicação sedativa para o exame, não poderá dirigir automóveis, operar maquinaria ou tomar decisões importantes pelo resto do dia. Mesmo que você se sinta normal, é sabido que a sedação diminui os reflexos e julgamento por várias horas. Por esse motivo, venha acompanhado para o exame por alguém capaz de auxiliá-lo no que for necessário e levá-lo para casa.

Apesar de complicações poderem ocorrer, elas são muito raras. Os riscos potenciais são reações aos medicamentos empregados, complicações de doenças pulmonares ou cardíacas, perfuração ou hemorragia. Esses riscos são um pouco maiores após procedimentos terapêuticos como retirada de pólipos, por exemplo. É importante que você reconheça sinais precoces de eventuais complicações: se você apresentar febre, dificuldade para engolir, dores importantes, vômitos ou fezes enegrecidas após o exame, esteja certo de nos informar imediatamente.

 

Fonte: Federação Brasileira de Gastroenterologia

Colonoscopia

A colonoscopia permite o exame das paredes do cólon (intestino grosso).

A colonoscopia permite o exame das paredes do cólon (intestino grosso). Isto é feito através de um aparelho, o colonoscópio – um tubo longo, fino e flexível que é introduzido através do reto. O médico que realiza o exame observa as imagens captadas pelo aparelho em um monitor de vídeo.

É fundamental que o intestino grosso esteja muito bem limpo para que o exame seja satisfatório. Para isto, alguns passos devem ser seguidos: na véspera do exame, toda a dieta deve ser de consistência líquida. À noite, você tomará alguns comprimidos de laxante. Na manhã seguinte, a dieta será leve. Por fim, quatro horas antes da hora marcada para o exame, você deve tomar um líquido doce, que é o que, efetivamente, irá limpar o intestino. Lembre-se de beber muita água nesta fase, para repor os líquidos que seu intestino deve perder. Se você precisa tomar medicamentos já receitados, o faça somente com água. Produtos à base de aspirina (AAS, ácido acetilsalicílico) e preparações que contenham ferro devem ser suspensos dois dias antes do exame.

O médico lhe explicará o procedimento e responderá suas perguntas. É importante informá-lo a respeito de alergias, medicamentos em uso e eventuais problemas de saúde conhecidos (principalmente cardíacos e pulmonares). Você deitará confortavelmente sobre seu lado esquerdo e receberá soro e uma solução sedativa, pela veia, para seu relaxamento. O médico, então, passará o aparelho através do ânus para o reto e posteriormente por todo o cólon. Você poderá sentir alguma cólica e sensação de estufamento, pois é necessário manobrar o aparelho e colocar ar no intestino para permitir o exame de suas paredes. Essas sensações são normais e passam rapidamente. Às vezes, são necessárias trocas de posição durante o exame, para facilitá-lo. Se necessário, pequenas amostras de tecido (biópsias) serão retiradas para análise. Não se preocupe, pois isso é totalmente indolor. O tempo de duração do exame pode variar entre 15 e 50 minutos, dependendo do grau de dificuldade para introduzir o aparelho até o início do cólon e de eventuais procedimentos que se fizerem necessários (por exemplo, retirada de pólipos).

Você permanecerá na área de repouso até que os efeitos dos medicamentos desapareçam. Cólicas leves, estufamento e desconforto no abdome poderão ocorrer devido à presença de ar no intestino, aliviando após sua liberação. Em virtude do uso de medicação sedativa, você não poderá dirigir automóveis, operar maquinaria ou tomar decisões importantes pelo resto do dia. Mesmo que você se sinta normal, é sabido que a sedação diminui os reflexos e o julgamento por várias horas. Por esse motivo, venha acompanhado para o exame por alguém capaz de levá-lo para casa.

Os riscos potenciais são reações aos medicamentos empregados, complicações de doenças pulmonares ou cardíacas, perfuração do intestino ou hemorragia. Essas complicações são raras (uma em cada 10.000 exames), mas podem requerer tratamento de urgência ou até mesmo cirurgia quando ocorrerem. Assim, esteja certo de nos informar imediatamente se apresentar dor acentuada, fezes pretas (parecendo piche) ou sangramento persistente nas horas ou dias seguintes ao exame.

Este material foi desenvolvido pela National Digestive Diseases Information Clearinghouse (EUA), revisado e adaptado pela CCSFBG (Comissao Cientifica do Site FBG), sob autorização.

CORPO CLÍNICO

GASTROENTEROLOGIa e clínica médica

medico6

Gastroenterologia

Dr. Antônio J. Serrão

CRM 53.41846-2

medico3

Gastroenterologia

Dr. Ivan Lopes de S. Thiago

CRM. 52.02103-0

medico4

Gastroenterologia

Dr. Ivan Lopes de S. Thiago Filho

CRM 52.55998-7

medica7

Gastroenterologia

Dra. Luciene A. Ribeiro de Souza

CRM 52.55773-5

medico5

Gastroenterologia

Dr. Luiz Roberto S. Thiago

CRM 52.65005-6

AGENDE SUA CONSULTA

AGENDE AGORA SUA CONSULTA:

Desenvolvido com ♥ pelo Ponto de Saúde